sábado, 21 de junho de 2014

O Milagre Eucarístico de Lanciano - Itália – no ano 700

Equipe do Jornal "O 4º Dia"

São muitíssimos os milagres Eucarísticos no mundo todo, mas, o Milagre Eucarístico de Lanciano na Itália, século VIII, talvez seja um dos mais conhecidos. São milagres que comprovam a autenticidade da Igreja Católica Apostólica Romana.

Em Lanciano, um padre que duvidava que a hóstia consagrada é verdadeiramente o Corpo de Cristo, enquanto recitava a fórmula de consagração da Eucaristia durante a Missa, a hóstia milagrosamente converteu-se em carne e o vinho converteu-se em sangue.

Uma comissão de estudos de 1971, segundo critérios rigorosamente científicos presidida pelo professor Dr. Odoardo Linoli, catedrático de Anatomia e Histologia Patológica e Química e Microscopia Clínica, Coadjuvado pelo professor Ruggero Bertelli, da Universidade de Siena, constatou o seguinte resultado:

"A Carne é verdadeiramente carne. O Sangue é verdadeiro sangue. Um e outro são carne e sangue humanos. A carne e o sangue são do mesmo grupo sanguíneo (AB). A carne e o sangue são de uma pessoa VIVA. O diagrama deste sangue corresponde a de um sangue humano que tenha sido retirado de um corpo humano NAQUELE DIA MESMO. A Carne é constituída de tecido muscular do CORAÇÃO (miocárdio). A conservação destas relíquias, deixadas em estado natural durante séculos e expostas à ação de agentes físicos, atmosféricos e biológicos, permanece um fenômeno extraordinário".

Após este estudo não restou mais dúvida, a carne e o sangue conservados ainda hoje na cidade de Lanciano, são verdadeiramente Carne e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Nossos sacrários mantêm entre nós a realidade da Encarnação: "O Verbo se fez carne e habitou entre nós. Esta presença real da carne de Cristo (é uma carne viva, unida à alma e a divindade do Verbo, pois Jesus está hoje ressuscitado) é admiravelmente manifestada pelo milagre de Lanciano. Um milagre que dura 12 séculos e que a ciência acaba de examinar, e diante do qual, ela teve que se inclinar.


Fontes: (texto adaptado)

Site Catequizar - http://www.catequisar.com.br

Site Canção Nova: http://formacao.cancaonova.com


Palavra do Coordenador - Junho

Por Dinho e Maria do Carmo*

Olá amigos Decolores! Que a paz esteja com todos!

Mais uma vez estamos aqui para escrever algumas linhas para nosso jornal, que é elaborado com muito carinho. Meu abraço a toda a equipe! 

Quando me pediram para escrever, eu lhes perguntei... Mas o que é mesmo que vocês querem que escreva? Ai, me responderam... O que você quiser e sentir vontade no momento.

Pois bem, faço isso às luzes do Espírito Santo. E hoje senti vontade de falar um pouco das festas religiosas de nossa cidade, mas, precisamente da festa de Santo Antônio. 

Há alguns anos atrás a festa do padroeiro era celebrada na cidade inteira, rezava-se missa nas portas das casas onde a imagem permanecia até o outro dia e fazíamos isso com muito entusiasmo. Rezávamos a trezena, meditávamos as pregações de Santo Antônio e seus milagres. Como a mula que se ajoelhou diante da Eucaristia. A passagem de Santo Antônio quando foi pregar para o povo e o povo não quis ouvi-lo; quem a escutou foram os peixinhos no rio colocando as cabecinhas para fora d’agua. Hoje a maioria dos jovens não sabe disso, porque as pessoas estão preocupadas com outras coisas. No dia 13 levávamos nossos filhos para cumprir promessas vestidos de Santo Antônio, participar da Missa e acompanhar a procissão recitando o terço. Hoje a procissão é tão pequena que não dá para rezar quase que nenhum mistério. São passagens muito bonitas que não podem ficar esquecidas no tempo.

Abraços a todos

*Dinho e Maria do Carmo estão coordenadores do MCC setor Santo Antônio do Monte

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Santo Antônio, que há 160 anos intercede por nossa gente montense...

Por Tânia Castro


O povoado que, mais tarde seria vila e que hoje é a cidade de Santo Antônio do Monte surge do local onde uma família de origem portuguesa mandou construir uma capela no alto do monte, dedicada a Santo Antônio de Pádua. 

Imagem da cidade de Santo Antônio do Monte em meados dos anos de 1970.

O Povoado que cresceu e se tornou cidade sob a proteção de Santo Antônio, trouxe de suas raízes a devoção que o escolheu como padroeiro em 24 de Maio de 1854, com a criação da Paróquia dedicada ao venerado Santo. São 160 anos de intercessão! 

Parabéns a Paróquia Santo Antônio e a todos seus paroquianos! 

Santo Antônio rogai por nós!

Santo Antônio de Pádua

Por Tânia Castro,

O povo que vai ao Santo não vai, sem mais, em busca de milagres. Sobretudo não vai pedir milagres impossíveis ou coisas absurdas. O que pede são geralmente as coisas normais da vida: o alimento, a saúde, a casa e o casamento, um emprego bom com salário digno, a paz e harmonia na família, a ajuda para encontrar coisas perdidas ou superar situações difíceis; enfim, o milagre de uma vida normal, do jeito que Deus pensou e quer, mas que hoje está cada vez mais difícil. É este o maior milagre do santo e também o mais desejado de todos.


Antiquíssimo responsório de Santo Antônio
“Si quaeris miracula”:


Se milagres desejais
Contra os males e o demônio,
Recorrei a Santo Antônio,
E não falhareis jamais.

Pela sua intercessão
Foge a peste, o erro e a morte,
Quem é fraco fica forte,
Mesmo o enfermo fica são.

Rompem-se as mais vis prisões,
Recupera-se o perdido,
Cede o mar embravecido
No maior dos furacões.

Penas mil e humanos ais
Se moderam, se retiram:
Isto digam os que viram,
Os paduanos e outros mais.



ALGUNS MILAGRES FEITOS POR SANTO ANTÔNIO


  • O Milagre da Bilocação (estar em dois lugares ao mesmo tempo)

No domingo de Páscoa enquanto pregava na Catedral, Santo Antônio lembrou-se de que fora designado para entoar a Aleluia na Missa que se celebrava naquele momento na Igreja do Convento Franciscano. Não querendo faltar com a obediência e não podendo descer do púlpito, parou um pouco, calou-se como se estivesse retomando a respiração e, nesse momento, foi milagrosamente visto no Coro de seu convento, entoando o Aleluia. Esse prodigioso milagre de bilocação foi assistido e certificado por muitas testemunhas, espalhando-se a notícia em todos os locais.


  • O Menino Jesus Aparece para o Santo

Certa vez, Santo Antônio precisou de alojamento em Pádua e um senhor nobre, da família dos Condes de camposampiero, teve a honra de o acolher em sua casa. Uma noite, vendo do lado de fora do quarto de Frei Antônio alguns raios de luz, aproximou-se e viu o Santo segurando nos braços um gracioso Menino que suavemente o acariciava.

Ficou cheio de espanto por tão extraordinária maravilha. Compreendeu que se tratava do Menino Jesus que se tornara visível ao Santo para recompensá-lo com celeste consolações pelas fadigas sofridas. Enquanto ainda observava, o Menino desapareceu. Saindo do extâse, Frei Antônio deixou o quarto e dirigiu-se ao dono da casa, dizendo que sabia que ele o havia observado durante a aparição. Pediu então com insistência que não revelasse o que tinha visto. O senhor cumpriu a palavra, somente revelando o fato depois da morte do Santo. A história o tocara profundamente e todas as vezes que relatava, não conseguia reter as lágrimas.

  • Casamento da Jovem

Conta-se que uma jovem muito linda, mas cansada de esperar por um noivo, já desesperada de encontrar marido, pediu ajuda a Santo Antônio. Adquiriu uma imagem do Santo, benzeu-a e todos os dias enfeitava-a com flores que colhia no jardim. Além disso, orava com regularidade para que Santo Antônio lhe arranjasse um noivo. Mas, passou-se muito tempo e o noivo não aparecia.

Certa vez, pôs-se a lamentar a ingratidão do Santo, chegando mesmo a ser repreendida pela mãe. E, desapontada, pegou a imagem e, no auge do desespero, atirou-a pela janela afora. Passava na rua, naquele momento, um jovem cavaleiro e a imagem o acertou na cabeça. Apanhou-a intacta e subiu a escada para devolvê-la. Quem o recebeu foi a formosa donzela. O cavaleiro apaixonou-se por ela e algum tempo depois casaram-se, naturalmente por milagre do Santo.


sábado, 24 de maio de 2014

Todos contra o câncer de mama

Por Daisy Santos


No decorrer da vida, uma em cada dez mulheres vai apresentar câncer de mama. Esta incidência vem aumentando significativamente nos últimos anos. Parte do aumento resulta da aplicação rotineira de técnicas que todas as mulheres devem repetir anualmente a partir dos quarenta anos, ou também por consequência da mudança de padrão reprodutivo feminino.

Fatores inevitáveis:

1) Idade: 75% a 80% dos casos ocorrem em mulheres com mais de 50 anos;

2) Historia familiar: estando ligados a predisposições genética, quanto maior a proximidade do parentesco, mais alto o risco de câncer de mama, não somente em mulheres, mas também em homens.

3) Menarca: menstruar pela primeira vez antes dos 11 anos triplica o risco;

4) Menopausa depois dos 54 anos duplica o risco;

5) Primeiro filho: primeira gravidez depois dos 40 anos triplica o risco;


Fatores modificáveis 

1) Peso corpóreo: quando o índice de massa corporal ultrapassa de 35 numa mulher menopausada, seu risco duplica. Se ela for pré-menopausada, no entanto, curiosamente o risco cai 30%; 

2) Dieta: Consumo exagerado de alimentos gordurosos aumenta o risco 1,5 vezes. 

3) Consumo de álcool: quando excessivo, aumenta 1,3 vezes; 

5) Uso corrente de contraceptivos orais: aumenta 1,24 vezes; 

6) Reposição hormonal por mais de dez anos: aumenta 1,35 vezes 


Mulheres que apresentam fatores de risco para desenvolver a doença devem procurar o especialista para avaliações radiológicas mais frequentes.



Coragem! Nós acreditamos em um mundo sem câncer de mama. Acredite também!


Decolores!

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Padre Antônio Campos Pereira é eleito novo Administrador da Diocese de Luz / MG

Via Diocese de Luz,


Padre Antônio Campos Pereira

Em razão da transferência e Dom Antônio Carlos Félix para a Diocese de Governador Valadares – MG, o Colégio de Consultores da Diocese de Luz, reuniu-se na manhã de hoje, 21 de maio, na Cúria Diocesana e elegeu como o novo administrador da vacante o padre Antônio Campos Pereira.

O Administrador Diocesano é aquele que estará à frente da Diocese, representando-a diante da Santa Sé e da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), animando a sua vivência pastoral, promovendo a sua unidade e incentivando a prática da fé com todos os seus desdobramentos, durante o período de vacância da Diocese. O novo administrador desempenha o serviço juntamente com o Colégio dos Consultores Diocesanos.

Padre Antônio como administrador, tem como responsabilidade as questões sacramentais administrando assim o sacramento da crisma. Nas questões administrativas e jurídicas tem a mesma autoridade do bispo, exceto naqueles assuntos limitados pelo Código de Direito Canônico.

De acordo com o Colégio dos Consultores permanecerá tudo aquilo que foi programado no calendário cumprindo-se, portanto, todas as atividades da agenda diocesana. Cabe-lhe a tarefa, em comunhão com o presbitério e as lideranças pastorais manter tudo que já existe, aprofundando a consciência e corresponsabilidade na missão evangelizadora, preparando a Diocese para a chegada do novo bispo.

Padre Antônio

Padre Antônio, tem 59 anos, é natural de Japaraiba – MG. Estudou Filosofia e Teologia na PUC-MG. Foi ordenado no ano de 1986 na cidade natal. É formado em Psicologia.

Na Diocese exerceu as funções de Pároco, Reitor da Teologia, membro dos Conselhos Diocesanos e Coordenador Diocesano de Pastoral. Atualmente é missionário na Diocese de Guajará-mirim, em Rondônia.

O Movimento de Cursilhos de Cristandade de Santo Antônio do Monte saúda com grande alegria  e orações o Pe Antônio Campos, carinhosamente conhecido por Padre "Tonhão".


Fonte: 





quinta-feira, 15 de maio de 2014

A receita do Papa Francisco para não desanimar

Por Kátia Sousa,


O Papa Francisco indicou a invocação do Espírito Santo, pedindo-lhe o dom da fortaleza, como caminho para não desanimar perante as dificuldades do dia-a-dia.

Os três primeiros dons do Espírito Santo – sabedoria, intelecto e conselho – permitem-nos entrar em intimidade e comunhão com Deus. Já o dom da fortaleza nos traz o auxílio do Senhor em nossas fraquezas e limitações. Foi o que explicou o Papa Francisco, na catequese aos peregrinos na Praça de São Pedro.

O Papa Francisco recordou a parábola do semeador: só a semente que cai no bom terreno poderá crescer e dar bom fruto. O semeador é o Pai que distribui abundantemente a semente da sua Palavra. “A semente, muitas vezes, confronta-se com a aridez do nosso coração e mesmo quando é acolhida arrisca-se a ficar estéril. Com o dom da fortaleza, ao contrário, o Espírito Santo liberta o terreno do nosso coração das fraquezas, das incertezas e de todos os temores que possam travá-lo, de forma que a Palavra do Senhor seja colocada em prática em modo autêntico e alegre.” 

Segundo o Papa Francisco, hoje, não faltam situações de perseguição, nas quais os cristãos continuam a celebrar e testemunhar a sua fé a preço da própria vida. Com o dom da fortaleza se consegue enfrentar as difíceis situações da vida com a ajuda do Espírito Santo. “Então podemos dizer como o Apóstolo Paulo: ‘Tudo posso naquele que me dá a força’.”

Para vencermos a preguiça ou o desânimo que nos assaltam, invoquemos o Espírito Santo que sempre comunica nova força e entusiasmo à nossa existência, vivida seguindo os passos de Jesus, afirmou o Papa Francisco. (Roma, 14 maio 2014).




CONHEÇA O GRUPO NO FACEBOOK: "ESCOLA VIVENCIAL DO MCC":



Decolores!

terça-feira, 13 de maio de 2014

Nossa Senhora de Fátima

Por Jacianne Lacerda,



Este 13 de Maio é comemorado o dia de Nossa Senhora de Fátima, mãe generosa e acolhedora que, no ano de 1917, apareceu pela primeira vez a três pequenos pastores, em Fátima, Portugal.


No dia 13 de maio de 1917, três crianças foram agraciadas pela aparição de Nossa Senhora, sendo elas, Lúcia de Jesus, Francisco e Jacinta Marto. Nossa Senhora disse às crianças que era necessário rezar muito e convidou-as a voltarem à Cova da Iria durante mais cinco meses consecutivos, sempre no dia 13 e àquela mesma hora. Lúcia, que era a mais velha, recomendou aos outros dois que não contassem nada a ninguém. Mas Jacinta não soube guardar o segredo. E no dia 13 de junho, data da segunda aparição, os três pastorinhos não estavam mais sozinhos no encontro.

Na terceira aparição, em 13 de julho, Nossa Senhora parece ter se sensibilizado com a injustiça contra Lúcia: prometeu um milagre para que o povo acreditasse na história das três crianças. No mês seguinte, entretanto, os três pequenos videntes não puderam ir ao encontro na Cova da Iria porque estavam presos. Foram pressionados a contar o que conversavam com Nossa Senhora. As crianças resistiram e, no dia 19, Nossa Senhora provou, mais uma vez, sua existência. Apareceu para as crianças em Valinhos, ali por perto, na mesma região portuguesa, e continuou a fazer revelações. Uma quinta aparição aconteceu em setembro. O grande milagre, porém, ocorreu em 13 de outubro, data da sexta e última aparição. Setenta mil pessoas lotavam o lugar e foram testemunhas do feito extraordinário prometido. Chovia. De repente, do meio das nuvens negras e carregadas, o sol surgiu e começou a girar sobre si mesmo, iniciando uma dança no firmamento. Como uma imensa bola de fogo parecia querer precipitar-se sobre a terra. "Jamais houve uma manifestação sobrenatural de Nossa Senhora de conteúdo espiritual tão rico como a de Fátima. Nem aparição alguma reconhecida nos transmitiu mensagem tão clara, tão materna e tão profunda" Cardeal Arcádio Larraona. Somente os três pastorinhos tiveram contato com Fátima em suas aparições.



Nossa Senhora de Fátima ensinou aos pastorinhos (e a todos nós), que todas as ações devem estar assentadas num profundo e incondicional amor a Deus. Se não for assim, não haverá redenção para nossas almas. Sua mensagem é dirigida ao mundo moderno, um mundo devastado pela guerra e pela fome. Está escrito no Velho Testamento: os homens devem largar as lanças e voltar para os arados. Cultivar a terra, voltar para casa. O problema da fome no mundo é muito mais uma questão de solidariedade, fraternidade e partilha do que de produção. Fátima tratou de problemas complexos com crianças analfabetas, isso é admirável. Seus conselhos são os de toda mãe: estudem, ganhem conhecimento, ganhem dinheiro, progridam, tenham sucesso, mas não esqueçam de Deus, não deixem o mundo materialista fazer com que esqueçam de Deus. Se não, tudo isso perde o sentido. Sejam solidários e fraternos sempre.


Nossa Senhora em Fátima fez em pedido para que rezássemos o terço todos os dias e que ela nos atenderia em nossas orações


Ela nos acolhe como a Mãe que coloca o filho em seus braços. Não há nada mais grandioso do que isso.



Nossa Senhora do Rosário de Fátima, rogai por nós!



segunda-feira, 5 de maio de 2014

Para Refletir

Por Biga


Hoje é um dia para poucos, para quem sabe e gosta de viver, todos os dias são lindos. Há pessoas que são felizes por si mesmas, outras procuram mais dificuldades além daquelas que já tem. Quem disse que a vida seria fácil? Onde está escrito que tudo pode? Mas se encontrarmos um tempinho para orar, ir à Igreja, falar das belezas da vida, desabafar, chorar para a pessoa certa que é Jesus, tenha certeza de que tudo fica mais leve.

Mas hoje quero falar de amor e de paz. Quero entrar na sua casa, no seu coração e falar como é bom viver feliz, como é bom ser feliz, dar gargalhadas, brincar como criança, falar das coisas boas que a vida nos oferece.

Chega um momento em nossa vida que vale a pena parar e pensar: vamos, gostar um pouco mais de nós mesmos? Vamos viver positivamente, fazer uma faxina na mente e no coração. É como limpar uma gaveta em casa; o que é bom e útil, guardamos e o que não é, jogamos fora. Como uma blusa que vestimos bastante e agora já não é mais útil, temos que desfazer dela. Assim na nossa vida temos que desfazer daquilo que não é útil, que nos impede de ir além e ser feliz mais um pouco.

Dê de presente a você mesmo, uma melhor condição de vida e não falo de dinheiro, mas de uma vida bem planejada e bem vivida, feliz. O tempo passa rápido e esquecemo-nos de ser felizes. E onde buscar essa felicidade? Ir ou encontro do outro, buscar o que é bom e deixar que Deus cuide de tudo. Ok?


Um beijo da Biga!


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Resumo da Escola Vivencia de Abril / 2014


Por Kátia Sousa

Quero agradecer novamente a toda a Equipe da Escola Vivencial que trabalhou brilhantemente e a todos que compareceram à "aula". A participação de vocês foi essencial para o êxito de nossa Escolinha.  Acredito que foi um momento de grande aprendizado e reflexão para nós. 
Apresentação da Escola Vivencial do Cursilho Samonte


Estudamos um pouco mais sobre a Campanha da Fraternidade, que visa um diálogo entre Igreja e comunidade, abordando sempre um tema concreto e oferecendo novas oportunidades de conversão e vivência comprometida do Evangelho.

Foto: Equipe Escola Vivencial Samonte
A CF deste ano tem como tema “Fraternidade e Tráfico Humano” e lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1).
O Tráfico Humano viola a grandeza de filhos, é cerceamento da liberdade e o desprezo da dignidade dos filhos e filhas de Deus. Resgatar essa dignidade, identificar as práticas de tráfico humano e denunciá-los são objetivos dessa Campanha da Fraternidade. Mobilizando cristãos e a sociedade brasileira para erradicar o mal do Tráfico Humano. A Campanha propõe-se a reivindicar dos poderes públicos, políticas e meios para a reinserção das pessoas atingidas e sensibilizar para a solidariedade com ações preventivas.

Fortalecer a defesa da dignidade do ser humano e esclarecer sobre a grave violação que o Trafico Humano representa, exige que sejamos como o bom samaritano. É preciso resistir “a cultura do bem estar que leva à globalização da indiferença” denunciada pelo Papa Francisco.

Que possamos ter atitudes coerentes com nossa Fé e enfrentar esse mal.

Para encerrar, obrigada a todos que estiveram lá! Obrigada a toda a equipe que se esforçou tanto para a Escolinha acontecer! 



Abraços Decolores!!!



segunda-feira, 21 de abril de 2014

Viagem do Cursilho Samonte à Aparecida do Norte

A visita anual do MCC de Santo Antônio do Monte ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida do Norte - SP, já se tornou uma tradição do Setor.

Neste ano (2014), a viagem foi realizada entre os dias 7 e 9 de Março e contou com a presença de um grande número de Cursilhistas, amigos e familiares.

Que Nossa Senhora continue intercedendo por todos nós, abençoando esta Romaria Decolores e seus organizadores, para que em 2015, estejamos novamente, como peregrinos que somos, na casa da Mãe Aparecida!

Foto dos Romeiros da viagem a Aparecida do Norte organizada pelo Cursilho Samonte
Imagem de Nossa Senhora Aparecida, no Santuário Nacional, em Aparecida do Norte - SP
Momento da Via Sacra
Momento da Via Sacra
Momento de Oração na despedida do Hotel
Equipe que colaborou na organização da Viagem à Aparecida do Norte

terça-feira, 8 de abril de 2014

Saúde e Bem Estar: Como está o seu sono?

Por Daisy Santos,

Todos querem ter uma boa noite de sono e acordar relaxado no dia seguinte, mas para os brasileiros dormir bem é um privilégio, pois segundo dados do Instituto do Sono, 63% da população adulta do País têm alguma queixa relacionada ao sono.

As principais causas de dificuldade para se ter uma boa noite de sono estão relacionadas com o estresse provocado pelo dia a dia agitado.

Estudos comprovam que um bom descanso noturno traz muitos benefícios como: a diminuição de doenças cardíacas e doenças metabólicas como diabetes e obesidade, melhora da memória, criatividade, disposição, concentração, ou seja, traz uma vida mais saudável.

Existe no mercado medicamentos que ajudam a dormir, porém a automedicação deve ser evitada. O melhor é adotar algumas medidas simples e importantes para ter um sono mais saudável como:


  1. Não coma muito e evite cafeína, nicotina e álcool pelo menos 4 horas antes de ir para a cama;
  2. Mantenha um ritmo de sono: deite-se para dormir na mesma hora todas as noites e tente manter essa rotina nos fins de semana;
  3. Se não dormir em 30 minutos, levante-se e procure uma atividade relaxante como ouvir música suave ou ler;
  4. Tome um banho morno, tente relaxar e evite pensamentos desagradáveis. Um banho pode estimular a bioquímica do sono;
  5. Exercite-se mais cedo, sempre antes e nunca depois do jantar, ou pelo menos 3 horas antes de dormir;
  6. Escureça o quarto. Geralmente, as pessoas dormem melhor em ambientes escuros;
  7. Caso você tenha insônia ou dificuldade para dormir, evite dormir durante o dia ou, se estiver muito cansado, procure dormir menos de 1 hora;
  8. Aprenda a dominar o estresse, faça um planejamento para diminuir o ritmo do dia- a dia, especialmente da segunda parte do dia.

Boas noites de sono são imprescindíveis a qualquer um que pretenda manter a saúde em forma!


Decolores!

sábado, 5 de abril de 2014

Faces de Maria: Nossa Senhora de Banneux

Por Jacianne Lacerda,


Nossa Senhora de Banneux, também conhecida como a virgem dos pobres, é uma das designações atribuídas a Santíssima Virgem Maria, que, mas uma vez escolheu um povoado simples e humilde em Banneux na Bélgica, para se manifestar, dentro de uma sociedade marxista-solialista, marcada pelas consequências da 1ª Guerra Mundial.

Suas 8 aparições, aconteceram entre 15 de janeiro a 02 de março de 1933 a uma criança de 12 anos chamada Mariette Beco. Sua Mensagem era chamar seus filhos do mundo inteiro à oração, sempre mais ardente, profunda, pura, para a conversão dos mais duros corações.

Um dos primeiros milagres da Santíssima Virgem Maria de Banneux, foi a conversão do pai de Mariette que era totalmente ateu. Em uma das visões de Mariette, a Virgem Maria revelou uma pequena fonte que seria milagrosa, ”a fonte de todas as graças” para a cura dos enfermos, onde logo mais tarde foi construída uma pequena Capela. As aparições de Banneux foram reconhecidas em 22/08/1949, pelo Bispo de Liége, D. Kerkhofs.

Assim como em Banneux, uma sociedade marcada pelos traços da 1ª Guerra Mundial, a Virgem Maria nos ensina o caminho para a salvação. E também hoje, ela nos chama para aprendermos a sermos pobres de espírito como ela foi e a nos desapegar de tudo aquilo que ainda nos escraviza, dos vícios e das prisões espirituais deste mundo. Nos pede para termos um coração semelhante ao dela, de penitencia, oração e pobre dos apegos deste mundo.
“Ninguém está perdido! Se nós rezarmos e perseverarmos na oração pela conversão dos pecadores, veremos a conversão de muitos deles! Veremos a salvação de muitas almas, muitas até dos vossos entes queridos”.


Oração à Virgem dos Pobres:

Santa Virgem dos Pobres, conduzi-nos a Jesus, Fonte da graça,
Santa Virgem dos Pobres, salvai as Nações,
Santa Virgem dos Pobres, aliviai os doentes,
Santa Virgem dos Pobres, aliviai o sofrimento,
Santa Virgem dos Pobres, rezai por nós,
Santa Virgem dos Pobres, nós cremos em Vós
Santa Virgem dos Pobres, acreditai em nós,
Santa Virgem dos Pobres, nós rezaremos muito,
Santa Virgem dos Pobres, abençoai-nos

terça-feira, 1 de abril de 2014

História da Igreja: Concilios

Por João Paulo,


Olá amigo leitor, como vimos na edição anterior, Jesus deixa sobre Pedro a missão de propagar sua igreja. Após a separação dos apóstolos, a igreja se espalha por todo o oriente e  ocidente e Pedro se torna o primeiro chefe da igreja. Por volta dos séculos III, a igreja passa por uma serie de perseguições por parte de imperadores e também havia algumas  discordâncias sobre alguns temas religiosos, então foram feitos alguns concílios separados, mas era preciso uma reunião com todos os bispos de todas as províncias para a unificação plena da igreja.

Segundo uma tradição, o imperador Constante I,  em uma noite antes de uma batalha, sonha com uma cruz e nela escrito ”sob este símbolo vencerás”. No dia seguinte, ele ordena que desenhassem uma cruz em todos os escudos e capacetes dos soldados, que, conseguem uma vitória esmagadora sobre o inimigo. Após este acontecimento, Constante I se converte e dele que vem a ordem de  um concilio que envolvesse o maior número possível de bispos; a cidade escolhida foi Niceia por ser de fácil acesso, dai a origem do nome Concilio de Niceia.

Este concílio aconteceu no ano de 325 e não há um numero certo de participantes, mas, conta-se de 250 a 318 participantes, entre bispos, arcebispos, diáconos e acólitos. O Papa em exercício na época era Silvestre I, o 33º papa na sucessão de Pedro, mas, ele não compareceu a este concílio por motivos de saúde e por ser longe de Roma, mas enviou representantes.

Os principais temas deste Concílio foram à supremacia de Deus, sendo o Pai Eterno e Jesus seu filho, e não os dois como uma única pessoa. A páscoa sendo celebrada no domingo. Também foi exigido o fim das perseguições, e estabeleceu que o Bispo de Roma teria uma autoridade especial sobre todos os outros devido sua ligação a São Pedro, e assinaram a  profissão de fé conhecida como “Credo de Niceia”, que era como a seguir:

Cremos em um só Deus, Pai todo poderoso, Criador de todas as coisas, visíveis e invisíveis; E em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho de Deus, gerado do Pai, unigênito, isto é, da substância do Pai, Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado, não criado, consubstancial do Pai, por quem todas as coisas foram feitas no céu e na terra, o qual por causa de nós homens e por causa de nossa salvação desceu, se encarnou e se fez homem, padeceu e ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus e virá para julgar os vivos e os mortos; E no Espírito Santo. Mas quantos àqueles que dizem: 'existiu quando não era' e 'antes que nascesse não era' e 'foi feito do nada', ou àqueles que afirmam que o Filho de Deus é uma hipóstase ou substância diferente, ou foi criado, ou é sujeito à alteração e mudança, a estes a Igreja anatematiza”.

Após o Concilio a igreja se expande e constrói  monumentos, até que no ano de 350 d.C, as perseguições recomeçam. A frente da igreja estava Papa Júlio I, 35º papa, ele decreta dia 25 de dezembro como nascimento de Jesus. O Papa Damaso I, 37º papa, enfrentou batalhas em nome da igreja e ajustou relações civis e eclesiásticas conseguindo o fim das perseguições. Também foi ele quem pediu a São Jerônimo  Estridão a revisão latina da Bíblia, conhecida como vulgata latina, sendo até hoje a tradução mais usada no mundo, e foi o primeiro papa a usar o Anel do Pescador  como símbolo de São Pedro.


Foi também nesse período que aconteceu o Concílio de Constantinopla, no ano de 381. O principal tema: a divindade do espirito santo, como terceira pessoa da santíssima trindade.  Papa Siricio, 38º papa, foi o primeiro a apoiar o celibato de sacerdotes e diáconos. Papa  Anastácio I, 39º Papa , foi quem decretou que os sacerdotes ficassem de pé durante o Evangelho. Papa Inocêncio, 40º papa, era filho de Anastácio, foi  primeiro caso de filho substituir pai, já que nesta época os presbíteros podiam se casar. E foi em seu pontificado que ficou pronto a tradução da Bíblia, no ano de 404. No ano de 431 a igreja convoca seu terceiro concílio, um dos principais temas era a virgem Maria, mas, esse será o assunto para nossa edição! Decolores!

segunda-feira, 31 de março de 2014

Convite: Cerco de Jericó em Santo Antônio do Monte

CONVITE

“Em tudo demos graças a Deus”
II Cerco de Jericó
Derrubando as muralhas pela força da oração
De 31 de Março a 06 de Abril de 2014


O cerco de Jericó é, fundamentalmente, uma semana (sete dias e sete noites) de intensa oração diante do Santíssimo Sacramento.
Programação: Santa Missa às 7h00min, adoração Eucarística, intercessões, pregações, terços (de Nossa Senhora e da Misericórdia), ofício de Nossa Senhora e muito mais.
Participação de todas as comunidades, movimentos, pastorais e serviços (conforme escala).

Coordenação:       Pe Adelzire (Pároco)
Diácono Carlos Cesar
Seminarista Luciano
Renovação Carismática Católica – RCC
Local: Santuário de Nossa Senhora do Rosário
Início: Dia 31 de Março de 2014
Termino: Dia 06 de Abril, às 11h30min.

Participação do Cursilho:
01 de Abril (terça), das 15h às 18h
02 de Abril (quarta), das 20h às 24h



Para Refletir

Por Biga,


Na passarela da vida, vejo pessoas mal amadas, mal vividas, insatisfeitas  com tudo. Sempre buscam algo, entretanto, sem saber o que querem. Buscando na superfície, por fora, esquecem que dentro de cada um de nós mora um coração bom que Jesus nos deu. É só olhar para dentro e lapidá-lo, com bom humor, um sorriso, deixando de lado as coisas fúteis, pois, as úteis Deus cuida com Seu amor, transforma e o feio fica bonito. É só deixar Deus nos tocar e tudo fica diferente.

Vivemos num mundo competitivo, de beleza superficial e efêmera. Ninguém se sente satisfeito e agradecido com o que tem e o que é, querendo sempre competir com alguém. Existe muita competição e pouca oração.

Deixa Jesus entrar, fazer morada em nós. Ele é o nosso médico da beleza, da saúde do corpo e da alma. Ele sim transforma tudo, de competidores a verdadeiros amigos, grupos de lazer e crescimento nos transformando em família feliz.

Se não houver mudança em nós, não teremos momentos bons, e nem precisamos dizer para alguém “feliz ano novo”. Temos de trazer em nós marcas verdadeiras de Fé! Ah, se não houvesse problemas ou se tudo fosse fácil, Jesus não teria morrido na Cruz...

Gosto muito do que é belo, sou amante das verdades, de tudo que me faz feliz e sou grata a Deus por me permitir ser útil e fazer alguém feliz.

Amo a vida e nos momentos difíceis mantenho a fé, a paz e me fortaleço na oração.

Lembremo-nos do mandamento maior de “amarmos uns aos outros”, pois, o amor nos fortalece e nos faz esquecer as mágoas e o ódio.


Fiquem com Deus!

Um beijo da Biga.

quarta-feira, 26 de março de 2014

São José e sua relação com Santo Antonio do Monte

Por Thiago Bolina e João Alves,


São Jose através de um sonho teve a visão e  a comunicação de um anjo anunciando que sua esposa, a virgem Maria, foi escolhida por Deus para ser a Mãe de Jesus.

A partir desse momento São Jose assumiu o seu papel de marido e acolheu a palavra e a escolha de Deus aceitando humildemente sua missão.

São José, mesmo sabendo que Maria carregava no seu ventre o Salvador do mundo, nos diz a tradição que era um humilde carpinteiro, que exerceu o oficio por toda sua vida, onde também o ensinou a Jesus. Não se sabe ao certo, mas aponta-se que São José morreu antes da vida pública de Jesus.

Sendo um dos Santos mais populares da Igreja, exemplo de homem fiel, comprometido e justo foi proclamado padroeiro da Igreja Católica Apostólica Romana pelo Papa Pio IX. Também é lembrado como padroeiro das famílias, protetor dos trabalhadores e dos agonizantes. Sua festa é celebrada no dia 19 de Março como “esposo de Maria” e no dia 1 de Maio como “São José Operário”. Muitas cidades pelo mundo receberam seu nome, paróquias o tem como Padroeiro, e muitas pessoas também foram batizados com o nome de “José”.

Em nossa Diocese de Luz, existem cinco Paróquias dedicadas a São José, nas cidades de Bom Despacho, Córrego D’antas, Luz, Medeiros e Santo Antônio do Monte, que, reafirmam a devoção popular e a Fé ao Santo.

Em Santo Antônio do Monte, a Paróquia São José foi criada no ano de 2009, onde, desde então tem sido construída a monumental Igreja Matriz de São José, com a mobilização de toda a comunidade urbana e rural do Município, assumindo como seu primeiro pároco, Padre Adelson José de Sousa.


Um fato curioso aconteceu na escolha do nome do padroeiro desta paróquia em Santo Antônio do Monte. No ano de sua criação, houve a cogitação da Paróquia ser dedicada a São Paulo Apóstolo, em virtude do ano Paulino e por não existir na Diocese de Luz, até a ocasião, nenhuma Paróquia dedicada a São Paulo. No entanto, pela fervorosa devoção e incontestável desejo dos futuros paroquianos em homenagear também o bairro São José, onde se localiza a Igreja, o bispo recomendou que fosse realizada então, uma votação para a escolha do nome do padroeiro ou padroeira. Muitos Santos e Santas foram lembrados e tiveram seus votos, mas, já como esperado, São José obteve a maior vontade popular e intercede por esta Paróquia e por seus paroquianos desde então.